Rua Inácio Bastos, 147    |    [email protected]    |    [email protected]    |    (47) 3455-0055

42 anos de história

Fusão

1 de maio de 1976

Esta é a data de fundação do Joinville Esporte Clube, nascido a partir da fusão dos departamentos de futebol do América e do Caxias. Foi com essa parceria, entre dois tradicionais adversários do futebol local que começou a história do JEC. Dez anos depois da fusão, o JEC já havia acumulado tantos títulos quanto América, Caxias e Operário (todos os clubes de Joinville) em 65 de história.

O primeiro jogo

3 de setembro de 1976

O primeiro jogo

No aniversário de 125 anos de fundação da cidade. O JEC entrou em campo pela primeira vez, recebendo em partida amigável o Vasco da Gama, no estádio Ernesto Schlemm Sobrinho. O Tricolor abriu o placar com Tonho e Roberto Dinamite empatou para o clube Carioca. Ao final da partida, a torcida já demonstrava afeto pelo novo

O primeiro título – 1976

10 de outubro de 1976

O primeiro título – 1976

Menos de um mês depois, o Joinville estreava no Campeonato Catarinense diante do Marcílio Dias. Em 36 jogos, obteve uma espetacular campanha, com 21 vitórias, 10 empates e apenas 5 derrotas. O JEC nascia campeão. O último jogo do Estadual foi contra o Juventus de Rio do Sul, no velho estádio Edgar Schneider (Olímpico), atual Sadalla Amin Ghanem. Vitória por 1 a 0, com de gol de Tonho. Ao término da partida, o capitão Fontan ergueu a Taça Henrique Labes.

Caminho do Octa – 1978

19 de dezembro de 1978

Caminho do Octa – 1978

Em 1978, o JEC começava uma façanha inédita, histórica no estado de Santa Catarina e no Brasil. Para isso acontecer, o Tricolor fez grandes contratações, investindo pesado com as chegadas de Jorge Luis Carneiro, Edu Antunes, Vagner Bacharel, Carlos Alberto entre outros ótimos jogadores que conquistaram naturalmente o catarinense daquele ano. No campeonato seguinte, em 1979, o JEC continuou reforçando o plantel. Lico, que havia jogado no América, agora também vestia o manto tricolor para fazer história. Com ele e o grande elenco em campo, o JEC foi Bi-campeão.

Heptacampeonato – 1983

18 de dezembro de 1983

Heptacampeonato – 1983

No ano de 1982, depois de 50 jogos, o JEC era o primeiro pentacampeão de Santa Catarina, feito inédito e único até hoje. A final foi contra o Criciúma: 1 a 0 em Joinville e empate em 1 a1 no estádio Heriberto. No elenco, destaque para Palmito, prata da casa. Em 1983 a saga continuava. Jogando na capital e dependendo apenas de um empate, o JEC fez a festa no Scarpelli ao ficar no 0 a 0 com o Figueirense. No ano seguinte, novamente na cidade

Octacampeão Estadual – 1985

30 de janeiro de 1985

Octacampeão Estadual – 1985

No ano de 1985, o JEC atingiu o auge, com uma bela participação no Campeonato Brasileiro, chegando em 8º lugar dentre os 44 participantes. No catarinense, obteve uma arrancada fantástica. Na terceira fase da competição, venceu o Marcílio Dias pelo placar de 4 a 0 e foi até a final completando 17 jogos invictos. A decisão ocorreu no estádio Hercílio Luz, agora por uma punição que foi aplicada tardiamente. Com o fato de ter que jogar a final fora de casa, a torcida do Joinville fez história e invadiu a cidade de Itajaí. Jogando um futebol convincente, bateu o Avaí por dois tentos a zero, com João Carlos Maringá abrindo o placar aos 45 segundos de jogo, e Paulo Egidio marcando o segundo gol no apagar das luzes, aos 45 minutos do segundo tempo. O Joinville era Octacampeão Estadual, uma supremacia que poucos clubes conseguiram conquistar.

10 Vezes Campeão

12 de dezembro de 1987

10 Vezes Campeão

No catarinense de 1986 o Tricolor não chegou a final do Catarinense, mas a 10º conquista foi adiada para o ano seguinte, quando venceu o Criciúma por 2 a 0 no sul do estado, em partida que coroou o trabalho do maior ídolo tricolor, Nardela, sete vezes campeão Catarinense vestindo a camisa do JEC. Neste dia, o meia, mesmo machucado e tendo

Década de 90

20 de janeiro de 1990

Década de 90

No começo dos anos 90, diante da dificuldade que assombrava os clubes brasileiros, o JEC traçou uma década sem títulos no profissional. Mas foi quando começou a profissionalizar outros setores do clube. Trabalhou bem a base e foi campeão Sul-americano em 1992. No ano seguinte foi o primeiro clube do estado a inaugurar seu Centro de Treinamento.

Bi-Campeão Estadual – 2000

27 de agosto de 2000

Bi-Campeão Estadual – 2000

No início dessa década, o Joinville chegou ao seu 12˚ título estadual ao vencer as edições de 2000 e 2001 do Campeonato Catarinense, após 13 anos de jejum. A primeira conquista foi em cima do Marcílio Dias, em um jogo eletrizante no Ernestão.  Em 2001, longe de casa, na cidade de Criciúma, o Tricolor levantou o Bi-campeonato, vencendo novamente por 2 a 0, como em 1987. Em 2004 o clube iniciou um período turbulento que culminou com o rebaixamento da Série B para a C do Campeonato Brasileiro. Pouco tempo depois, a cidade ganhou a Arena Joinville, onde o Tricolor passou a mandar seus jogos.

A volta – 2011

3 de dezembro de 2011

A volta – 2011

Com o objetivo de resgatar a história vitoriosa do clube, o JEC iniciou um processo de reformulação. Em 2009, conquistou a Copa SC e consequentemente ganhou o direito a disputar a Série D do Brasileiro. A equipe fez excelente campanha, ficando na quinta posição em meio a 40 times que participaram da competição. Como o quarto colocado acabou sendo punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportivo, o Tricolor automaticamente ascendeu à terceira divisão. O trabalho contínuo de reorganização resultou no título inédito e incontestável da Série C em 2011. O Tricolor realizou a melhor campanha de todas as competição nacionais, obtendo um aproveitamento de 73,8%.

De volta à Elite – 2014

4 de novembro de 2014

De volta à Elite – 2014

A campanha do Joinville Esporte Clube no ano de 2014 foi para entrar para a história das maiores conquistas do clube. Foi quando venceu o Sampaio Correia, em São Luiz, Maranhão, por 2 a 1, com gols de Everton e Fernando Viana que o clube garantiu o acesso para a séria A. Após a conquista do acesso a nova meta era o título, e ela começou a se desenhar na vitória do Joinville diante do principal adversário na competição, a Ponte Preta, vitória em Joinville por 3 a 1 e a liderança isolada na reta final.

Reconquistando o Estado – 2015

3 de maio de 2015

Reconquistando o Estado – 2015

Depois de 13 anos e 10 meses o Joinville voltou a dominar o futebol catarinense. A equipe estava em um longo jejum de títulos estaduais, mesmo conquistando títulos nacionais, em Santa Catarina o torcedor Tricolor não podia comemorar. Mas a reconquista do estado veio no dia 03 de maio de 2015. O Joinville começou a competição sem apresentar um bom futebol. Foi contestado pela mídia esportiva e até pelos torcedores. Conseguiu a última vaga para a segunda fase da competição. No hexagonal a equipe engrenou e fez uma sequência de 10 partidas sem derrotas até a conquista do título. Este foi o 13º título catarinense do Joinville.

patrocinadores