Rua Inácio Bastos, 147    |    [email protected]    |    [email protected]    |    (47) 3455-0055

42 anos de história

Fusão

1 de maio de 1976

Esta é a data de fundação do Joinville Esporte Clube, nascido a partir da fusão dos departamentos de futebol do América e do Caxias. Foi com essa parceria, entre dois tradicionais adversários do futebol local que começou a história do JEC. Dez anos depois da fusão, o JEC já havia acumulado tantos títulos quanto América, Caxias e Operário (todos os clubes de Joinville) em 65 de história.

O primeiro jogo

3 de setembro de 1976

O primeiro jogo

No aniversário de 125 anos de fundação da cidade. O JEC entrou em campo pela primeira vez, recebendo em partida amigável o Vasco da Gama, no estádio Ernesto Schlemm Sobrinho. O Tricolor abriu o placar com Tonho e Roberto Dinamite empatou para o clube Carioca. Ao final da partida, a torcida já demonstrava afeto pelo novo clube e festejava pelas ruas com orgulho

O primeiro título – 1976

10 de outubro de 1976

O primeiro título – 1976

Menos de um mês depois, o Joinville estreava no Campeonato Catarinense diante do Marcílio Dias. Em 36 jogos, obteve uma espetacular campanha, com 21 vitórias, 10 empates e apenas 5 derrotas. O JEC nascia campeão. O último jogo do Estadual foi contra o Juventus de Rio do Sul, no velho estádio Edgar Schneider (Olímpico), atual Sadalla Amin Ghanem. Vitória por 1 a 0, com de gol de Tonho. Ao término da partida, o capitão Fontan ergueu a Taça Henrique Labes.

Caminho do Octa – 1978

19 de dezembro de 1978

Caminho do Octa – 1978

Em 1978, o JEC começava uma façanha inédita, histórica no estado de Santa Catarina e no Brasil. Para isso acontecer, o Tricolor fez grandes contratações, investindo pesado com as chegadas de Jorge Luis Carneiro, Edu Antunes, Vagner Bacharel, Carlos Alberto entre outros ótimos jogadores que conquistaram naturalmente o catarinense daquele ano. No campeonato seguinte, em 1979, o JEC continuou reforçando o plantel. Lico, que havia jogado no América, agora também vestia o manto tricolor para fazer história. Com ele e o grande elenco em campo, o JEC foi Bi-campeão.

Heptacampeonato – 1983

18 de dezembro de 1983

Heptacampeonato – 1983

No ano de 1982, depois de 50 jogos, o JEC era o primeiro pentacampeão de Santa Catarina, feito inédito e único até hoje. A final foi contra o Criciúma: 1 a 0 em Joinville e empate em 1 a1 no estádio Heriberto. No elenco, destaque para Palmito, prata da casa. Em 1983 a saga continuava. Jogando na capital e dependendo apenas de um empate, o JEC fez a festa no Scarpelli ao ficar no 0 a 0 com o Figueirense. No ano seguinte, novamente na cidade de Florianópolis, no mesmo estádio, diante do próprio Figueirense e com o mesmo placar, o JEC deu a volta olímpica e foi aplaudido de pé. Era o Heptacampeonato.

Octacampeão Estadual – 1985

30 de janeiro de 1985

Octacampeão Estadual – 1985

No ano de 1985, o JEC atingiu o auge, com uma bela participação no Campeonato Brasileiro, chegando em 8º lugar dentre os 44 participantes. No catarinense, obteve uma arrancada fantástica. Na terceira fase da competição, venceu o Marcílio Dias pelo placar de 4 a 0 e foi até a final completando 17 jogos invictos. A decisão ocorreu no estádio Hercílio Luz, agora por uma punição que foi aplicada tardiamente. Com o fato de ter que jogar a final fora de casa, a torcida do Joinville fez história e invadiu a cidade de Itajaí. Jogando um futebol convincente, bateu o Avaí por dois tentos a zero, com João Carlos Maringá abrindo o placar aos 45 segundos de jogo, e Paulo Egidio marcando o segundo gol no apagar das luzes, aos 45 minutos do segundo tempo. O Joinville era Octacampeão Estadual, uma supremacia que poucos clubes conseguiram conquistar.

10 Vezes Campeão

12 de dezembro de 1987

10 Vezes Campeão

No catarinense de 1986 o Tricolor não chegou a final do Catarinense, mas a 10º conquista foi adiada para o ano seguinte, quando venceu o Criciúma por 2 a 0 no sul do estado, em partida que coroou o trabalho do maior ídolo tricolor, Nardela, sete vezes campeão Catarinense vestindo a camisa do JEC. Neste dia, o meia, mesmo machucado e tendo que jogar boa parte da partida com a cabeça enfaixada, marcou o segundo tento do Joinville. Agora o JEC era 10 vezes Campeão em 12 anos de história. Um fenômeno.

Década de 90

20 de janeiro de 1990

Década de 90

No começo dos anos 90, diante da dificuldade que assombrava os clubes brasileiros, o JEC traçou uma década sem títulos no profissional. Mas foi quando começou a profissionalizar outros setores do clube. Trabalhou bem a base e foi campeão Sul-americano em 1992. No ano seguinte foi o primeiro clube do estado a inaugurar seu Centro de Treinamento.

Bi-Campeão Estadual – 2000

27 de agosto de 2000

Bi-Campeão Estadual – 2000

No início dessa década, o Joinville chegou ao seu 12˚ título estadual ao vencer as edições de 2000 e 2001 do Campeonato Catarinense, após 13 anos de jejum. A primeira conquista foi em cima do Marcílio Dias, em um jogo eletrizante no Ernestão.  Em 2001, longe de casa, na cidade de Criciúma, o Tricolor levantou o Bi-campeonato, vencendo novamente por 2 a

A volta – 2011

3 de dezembro de 2011

A volta – 2011

Com o objetivo de resgatar a história vitoriosa do clube, o JEC iniciou um processo de reformulação. Em 2009, conquistou a Copa SC e consequentemente ganhou o direito a disputar a Série D do Brasileiro. A equipe fez excelente campanha, ficando na quinta posição em meio a 40 times que participaram da competição. Como o quarto colocado acabou sendo punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportivo, o Tricolor automaticamente ascendeu à terceira divisão. O trabalho contínuo de reorganização resultou no título inédito e incontestável da Série C em 2011. O Tricolor realizou a melhor campanha de todas as competição nacionais, obtendo um aproveitamento de 73,8%.

De volta à Elite – 2014

4 de novembro de 2014

De volta à Elite – 2014

A campanha do Joinville Esporte Clube no ano de 2014 foi para entrar para a história das maiores conquistas do clube. Foi quando venceu o Sampaio Correia, em São Luiz, Maranhão, por 2 a 1, com gols de Everton e Fernando Viana que o clube garantiu o acesso para a séria A. Após a conquista do acesso a nova meta era o título, e ela

Reconquistando o Estado – 2015

3 de maio de 2015

Reconquistando o Estado – 2015

Depois de 13 anos e 10 meses o Joinville voltou a dominar o futebol catarinense. A equipe estava em um longo jejum de títulos estaduais, mesmo conquistando títulos nacionais, em Santa Catarina o torcedor Tricolor não podia comemorar. Mas a reconquista do estado veio no dia 03 de maio de 2015. O Joinville começou a competição sem apresentar um bom futebol. Foi contestado pela mídia esportiva e até pelos torcedores.

patrocinadores