Rua Inácio Bastos, 147    |    comercial@jec.com.br    |    socio@jec.com.br    |    (47) 3455-0055

Com emoção, JEC bate o Gurupi: 3×1

Em noite de emoção até o último minuto, o JEC bateu o Gurupi por 3×1 na Arena Joinville, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. No jogo de ida da terceira fase da competição nacional, o Tricolor dominou completamente a partida, mas sofreu com um gol contra e ainda teve o zagueiro Max expulso no início da segunda etapa. Mesmo assim, o Coelho buscou o resultado positivo com contornos dramáticos. Breno, Marlyson e Aldair foram os autores dos gols tricolores, três atletas revelados no clube. Agora o JEC tem a vantagem para o confronto de volta, na próxima semana, no Tocantins. A equipe poderá perder por um gol de diferença para se classificar à quarta fase do mata-mata.
O JOGO
O primeiro tempo foi todo do Joinville. O Tricolor começou tomando as rédeas da partida logo aos 3 minutos, com Fabinho Alves entortando a marcação na ponta direita e cruzando para Bruno Batata, que tentou o chute, travado pela marcação. Aos 10, Breno invadiu a área pela esquerda e chutou forte, para boa defesa de Matheus Lima. Em seguida, Caíque cobrou lateral rapidamente e deixou Fabinho Alves na cara do gol, que encheu o pé para outra grande defesa do goleiro tocantinense. Aos 16, Caíque tabelou com Lúcio Flávio na cara do gol e, antes de tocar para Batata, foi desarmado pelo goleiro Matheus Lima. Já aos 35, Bruno Batata recebeu dentro da área, girou e chutou em cima da marcação. Cinco minutos depois, Roberto aproveitou rebote de fora da área e encheu o pé, mas a bola passou por cima do gol do Gurupi. Aos 42, porém, não teve jeito. Breno recebeu a bola na entrada da área, dominou e mandou a bomba para vencer, finalmente, o goleiro adversário: 1×0 para o JEC. A alegria só não foi maior porque já nos acréscimos um lance bizarro terminou em gol para o Gurupi. O volante Renan Teixeira tentou cortar um passe fora da área, mas a bola foi em direção ao próprio gol tricolor, encobrindo o goleiro Matheus: 1×1 foi o placar do primeiro tempo.
Para a segunda etapa de jogo, o técnico Fabinho deixou a equipe mais ofensiva, com a entrada do atacante Marlyson no lugar de Lúcio Flávio. O comandante parecia prever que o jovem centroavante seria o nome da partida. Mas até lá, muita coisa ainda aconteceria. Aos 7 minutos, Caíque fez boa jogada individual antes de a bola sobrar para Fabinho Alves, que finalizou em cima da defesa adversária. Aos 9, novamente Caíque cruzou na área, Renan Teixeira conseguiu o cabeceio, mas a bola foi para fora. Aldair entrou no lugar de Renan Teixeira e deixou o JEC ainda mais ofensivo. Na sequência, Fabinho Alves cruzou da direita e Bruno Batata finalizou na trave, levando a Arena à loucura. Aos 16, o Gurupi chutou pela primeira vez no jogo. Patrick testou de fora da área para ótima defesa do goleiro Matheus. Em seguida, um balde de água fria na torcida do JEC. O zagueiro Max – que era o último homem da defesa – cometeu falta e recebeu o cartão vermelho, deixando o JEC com um jogador a menos para o restante da partida. O Tricolor, porém, não se intimidou e foi buscar a vitória a qualquer custo. Aos 22, Aldair ficou cara a cara com o goleiro e encheu o pé, para nova defesa de Matheus Lima. No contra-ataque, Patrick chutou de fora da área e quase virou a partida para o Gurupi.
Os últimos minutos de jogo foram os mais eletrizantes do duelo. Aos 35, Marlyson recebeu a bola, invadiu a área e não conseguiu chutar a gol. A torcida tricolor, furiosa, pegou bastante no pé do atacante. A cada toque na bola do camisa 19, vaias por parte de vários torcedores na Arena. O futebol, porém, é redentor. Aos 40 minutos, Alex Ruan cruzou na área e a bola sobrou para quem? Ele mesmo, Marlyson girou como um legítimo camisa 9 e marcou o segundo do JEC, para explosão da torcida tricolor. E o garoto não parou por aí. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, o mesmo Marlyson tomou uma “gravata” do zagueiro do Gurupi dentro da área, pênalti para o JEC. Na cobrança, Aldair não titubeou e mandou para as redes. Placar final: Joinville 3×1 Gurupi.
O duelo de volta ocorre às 20h30 da próxima quarta-feira, em Gurupi, no Sul de Tocantins. Se o JEC vencer, empatar ou até perder por um gol de diferença, se classifica. Um novo 3×1 para o adversário leva a partida para os pênaltis. O Gurupi joga pelo placar de 2×0 para tentar a classificação no gol fora, principal critério de desempate da Copa do Brasil.
Confira abaixo algumas imagens de JEC 3×1 Gurupi-TO.

patrocinadores